X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

(77) 99823-5791

(77) 3441-6140

contato@radionovavidafm.com.br

Ouça a Rádio
TLM Personalização
Selma Ribeiro Assessoria em Mídias
Anuncie conosco
Anuncie Conosco

Doze anos após separação, mulher doa rim para ex-marido: ‘Agora somos irmãos de sangue’, diz transplantado

Postado por Jailton Neri dia em Notícias

Doze anos após separação, mulher doa rim para ex-marido: ‘Agora somos irmãos de sangue’, diz transplantadoFoto: Reprodução
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Doze anos após separação, Beth Caperclaro doou um rim para o ex-marido, Claus Ziegelmaier, em Londrina, no norte do Paraná. “Como éramos esposo e esposa, agora somos irmãos de sangue”, diz o transplantado.

A cirurgia foi realizada em 30 de novembro. Claus já deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e agora está no quarto, se recuperando bem. Ele é só gratidão ao falar do gesto da ex-mulher.

“No começou eu levei até um baque quando minha esposa falou, porque é um gesto de amor. Não de quem menos espera, mas nós tivemos uma vida juntos e fomos separados pelo destino, e o destino nos uniu de novo", declarou Claus.

O casal ficou junto por 17 anos, entre namoro e casamento. Os dois se separaram, sem filhos e sem rancor.

Ele se casou de novo e, há quatro anos, descobriu doença que causou a perda da função dos rins. Passava por sessões de hemodiálise três vezes por semana, quatro horas por dia. Os médicos indicaram um transplante, e a família saiu em busca de doadores.Foi durante essa busca que Amanda Ziegelmaier, a atual mulher de Claus, encontrou Beth na rua. As duas já se conheciam e conversaram.

“Foi um dia que eu estava muito mal e conversei com ela. Ela queria saber como o Claus estava e, neste dia, ela falou que queria pelo menos tentar fazer o exame para ver se podia ajudar ele de alguma forma”, contou Amanda.
A ex-mulher fez os exames e descobriu que era compatível para fazer a doação. Ela lembrou que não pensou duas vezes antes de aceitar ser doadora e explicou as razões de ter tomado a decisão.

“Por gratidão, sabe? Dezessete anos junto com uma pessoa que nunca fez isso aqui de mal [fazendo um gesto com as mãos]. Então eu acho que eu devia isso a ele como agradecimento da pessoa que ele foi para mim no passado”, relatou.

Com o transplante, Beth ganhou uma nova família e, Claus, uma nova vida.

"Agora ele virou meu irmão, filho do meu pai (risos) filho do meu pai e da minha mãe, deixou de ser genro para ser irmão agora", brincou a ex-mulher.

Para a atual esposa de Claus, é difícil expressar tanta gratidão.

Fonte: G1

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: