X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

(77) 99823-5791

(77) 3441-6140

contato@radionovavidafm.com.br

Ouça a Rádio
TLM Personalização
Selma Ribeiro Assessoria em Mídias
Etec
Elite

Novo pronunciamento da ONU reforça que Lula deve ser candidato

Postado por Jailton Neri dia em Notícias

Novo pronunciamento da ONU reforça que Lula deve ser candidatoFoto: Brasil de Fato
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Na manhã desta segunda-feira (10), os advogados que representam o ex-presidente Lula, Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Zanin Martins, anunciaram após visita ao ex-presidente Lula, que o Comitê de Direitos Humanos da ONU emitiu nova decisão sobre a candidatura do petista.

“A decisão reforça as duas decisões anteriores, de 22 de maio e 17 de agosto, deixando bem claro que o Brasil está vinculado ao cumprimento das decisões liminares do Comitê [de Direitos Humanos] e também lembra que todos os poderes; tanto Legislativo, como Executivo e Judiciário; tanto nacional, regional ou local; estão obrigados a dar cumprimento às decisões liminares do Comitê”, declarou Valeska Zanin.

De acordo com Cristiano Zanin, a própria ONU agora coloca que o Estado não pode invocar uma lei interna para descumprir a decisão pelo fato de que o Brasil se obrigou, em tratado, a cumprir as deliberações do Comitê e salienta ainda a obrigação do Brasil agir de boa fé perante a Organização. “Ou seja, o presidente Lula deve concorrer às eleições, segundo uma decisão agora reafirmada pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU”, colocou Zanin, dizendo ainda que a equipe de advogados de defesa de Lula deve analisar como implementar essa decisão, já que, para ele, não há espaço para que a medida não seja cumprida.

Ainda hoje, os advogados devem levar ao conhecimento do Supremo Tribunal Federal essa decisão. “O que nós vamos fazer é levar ao conhecimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que o Comitê de Direitos Humanos da ONU proferiu hoje uma nova decisão, reafirmando a sua decisão anterior, do dia 17 [de agosto] e determinando que o país assegure a candidatura do ex-presidente Lula nas eleições deste ano”, explicou Cristiano Zanin e, segundo ele, o novo comunicado deve ser feito junto aos recursos já interpostos.

Fonte: Brasil de Fato

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: