X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!

(77) 99956-0325

(77) 3441-6140

contato@radionovavidafm.com.br

Ouça a Rádio

Futebol - Como foi a última rodada do Brasileirão

Postado por Diego Fagner dia em Notícias

Futebol - Como foi a última rodada do Brasileirão
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O trânsito em nossa cidade e acredito que na maioria do país é motivo de críticas e discussões, no futebol o ritmo é frenético e apreensivo, o Corinthians ainda é líder, entretanto está perdendo potência, falta combustível, por sua vez o Palmeiras engatou a terceira vitória seguida e ainda sonha com o título, seu carro revisado, novo treinador e vem mostrando que tem motor para terminar na ponta, o Santos também está revisado, se der brecha quem sabe, quem estacionou e desistiu da disputa foi o grêmio, de olho na pista da Libertadores o tricolor gaúcho corre atrás de outros objetivos, o Cruzeiro ganhou a copa do Brasil, arrancou no Brasileirão, pensamos que o time celeste fosse até causar, porém agora só desfila, o Bota fogo mesmo com um veículo menos equipado compete com dignidade e está em os seis primeiros, tudo indica que a estrela solitária vai brilhar nas estradas da libertadores em 2018, o Flamengo reformou seu veículo, turbinou, investiu pesado, todavia não conseguiu arrancar, o Vasco derrapou no início, encheu o tanque e deve terminar a competição de forma honrosa, o Atlético mineiro se esperava mais, um motor potente que não correspondeu, ano de decepção para o galo, a chape recomeçou, vive de altos e baixos, assim como o Atlético do Paraná, o Sport gastou todo o combustível no primeiro turno, sem reservas luta para não ser removido da elite, o São Paulo só correu na elite, mas nunca esteve tão próximo do pior como nesse ano, ainda há risco, embora menor, o Fluminense conhece bem os pátios B e até o C, de tão íntimo paquerou com as últimas colocações boa parte da disputa, não está tão distante, porém parece que vai ter gás para chegar até o final, o Bahia é o corredor que mais muda de combustível , potência em uma rodada, apatia em outra, quase idêntica é a situação do Vitória, dentro da cidade fica engarrafado sem forças, quando pega a pista, até exagera na velocidade, sua situação é crítica, Ponte Preta e Coritiba não conseguem rodar, muitas multas por mau resultado, o Atlético de Goiás já foi recolhido para o pátio da série B, ainda há possibilidades remotas de ser salvo, mas para isso o dragão terá que literalmente voar, fazendo o que em momento algum fez até agora.

Esse foi o esporte na visão de Nilson Silva.

Texto: Nilson Silva

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: